O que é Pulverização Seletiva? Saiba tudo sobre.
vantagens da pulverizacao seletiva com savefarm

Marketing SaveFarm®

0

agosto 1, 2023

A prática de pulverização de defensivos agrícolas é essencial para garantir um bom desenvolvimento da cultura, e consequentemente um maior ganho econômico por área.

Um dos produtos mais utilizados na pulverização é o herbicida, utilizado para controle de plantas daninhas, que se não controladas podem colaborar para uma perda de rendimento na cultura da soja de até 65 % (Embrapa).

O custo médio com herbicidas tem aumentado ano após ano, principalmente devido a perda de eficiência de alguns produtos no controle das ervas daninhas, associado à resistência das plantas frente a algumas moléculas, com destaque no Brasil para a buva (Conyza bonariensis) e capim-amargoso (Digitaria insularis), resistentes ao princípio ativo glyphosate.

Consequentemente, ocorre a necessidade de utilizar conjuntamente outros herbicidas de diferentes princípios ativos a fim de controlar essas mesmas plantas, bem como fazer uso de aplicações sequenciais nos cenários de maior dificuldade de controle.

Um estudo realizado em 2017 pela Embrapa demonstrou que pode haver um aumento de 222% no custo com controle de plantas daninhas em casos de infestações mistas de buva e capim-amargoso resistentes em lavouras de soja.

Então, encontrou-se na pulverização de herbicidas uma enorme oportunidade de atenuar os custos de produção, já que a pulverização é feita em área total e a infestação das plantas daninhas dificilmente se dá em 100 % da área. Assim, a pulverização seletiva surgiu para evitar o desperdício de defensivos.

Conceitualmente, pulverização seletiva é o ato de pulverizar insumos agrícolas somente nos locais desejados, e isso pode ser feito basicamente de duas maneiras: mapeamento prévio das plantas daninhas da área a ser aplicada, realizando um pós-processamento das imagens adquiridas e gerando um mapa de prescrição; ou por meio da utilização de sensores acoplados às barras dos pulverizadores que possuem a capacidade de identificar em tempo real a presença de plantas daninhas e no mesmo momento ativar os jatos de pulverização, sendo esse método muito mais rápido, já que não é necessário fazer um mapeamento prévio.


Quais as aplicações da pulverização seletiva?

A pulverização seletiva abre um leque de oportunidades para reduzir os desperdícios, e consequentemente a redução do custo com os insumos e a otimização de recursos.

Na dessecação de pré-plantio, a pulverização é realizada com aplicações localizadas, acionando o jato de pulverização em quaisquer tipos de plantas, não aplicando produto em solo descoberto ou sobre a palhada.

Na aplicação em pós-emergência da cultura, com sensores que tenham a capacidade de diferenciar as plantas cultivadas das plantas invasoras, a pulverização é realizada somente em plantas daninhas, já que não se deseja que um herbicida atinja a cultura cultivada.

Aplicações de pré-colheita também são frequentemente utilizadas, a fim de homogeneizar as áreas antes de colher o grão. Nesse caso, as plantas que já foram desfolhadas naturalmente ou que já estão em processo de senescência não recebem dose de produto, ou então recebem uma dose menor (taxa mínima), e as plantas que ainda estão com as folhas bastante esverdeadas recebem dose cheia de produto.

Aplicações em pós-colheita, utilizadas para controlar as plantas daninhas depois das plantas cultivadas terem sido colhidas, evitando um crescimento do banco de sementes de plantas daninhas durante o período da entresafra.


Qual a economia que o uso da tecnologia de pulverização seletiva pode proporcionar?

A economia de produto com o uso da tecnologia de pulverização seletiva em uma safra depende muito do custo dos produtos aplicados, percentual de plantas daninhas, quantidade de aplicações e doses utilizadas.

Considerando somente uma aplicação de herbicidas para dessecação pré-plantio, com uso dos ingredientes ativos glyphosate, clethodim e 2,4-D, com doses recomendadas em bula, o custo médio por hectare em aplicação convencional gira em torno de R$250,00/ha, conforme levantamento realizado pela Eirene Solutions com dados obtidos da CONAB de 2023.

Levando em conta uma infestação de plantas daninhas de 10 %, o que proporciona uma economia de 90 % de produto, o custo por hectare com o uso da pulverização seletiva passa a ser de R$25,00/ha. Para uma área de 1000 ha, por exemplo, a economia de produto nesse caso pode ultrapassar os R$250.000,00, em uma única aplicação.

Qual o equipamento referência em pulverização seletiva no mercado hoje?

O sistema que hoje possui maior participação no mercado brasileiro de pulverização seletiva é a SaveFarm, tecnologia inteiramente brasileira e que possibilita todas as aplicações descritas nos parágrafos acima.

A tecnologia inovadora conta com sensores com câmeras ópticas instalados ao longo da barra de pulverização que identificam a presença de plantas daninhas por meio de inteligência artificial e se comunicam com válvulas PWM instaladas em cada corpo de bico, responsáveis por acionar os jatos de pulverização somente quando necessário.

 

Confira os últimos artigos publicados

A conservação do solo na agricultura e suas práticas

A conservação do solo na agricultura e suas práticas

A conservação do solo na agricultura se refere às ações e técnicas empregadas para proteger e preservar a camada superficial da terra, impedindo sua degradação e promovendo sua saúde e fertilidade a longo prazo. Na agricultura, a conservação é diretamente influenciada pela rotação de culturas agrícolas, plantio direto sobre a palha, presença de cobertura vegetal, terraços, plantio em nível e uso consciente de químicos que preservam a microbiota e aumentam a sustentabilidade do sistema.

ler mais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *